Academia Maranhense de Letras Jurídicas tem novos membros

A Academia Maranhense de Letras Jurídicas ganhou três novos membros. Eleitos por aclamação, passaram a integrar a academia os advogados Luís Augusto de Miranda Guterres Filho, Sérgio Victor Tamer e Carlos Eduardo de Oliveira Lula.

A eleição ocorreu na última sexta-feira, 27/10, durante reunião em sua sede, localizada no prédio da OAB/MA. A posse dos novos membros será realizada no dia 10 de novembro.

“Para nós é uma satisfação muito grande receber novos membros, pois são pessoas que vão contribuir para o crescimento das letras jurídicas no Maranhão. Os três novos membros são pessoas que têm uma produção intelectual bem abundante e respeitada”, observou o professor, João Batista Ericeira, diretor geral da Escola Superior de Advocacia do Maranhão (ESA).

Com as novas admissões, a Academia Maranhense de Letras Jurídicas tem seu quadro completo, com 40 cadeiras. Os novos membros ocuparão as cadeiras de número 15, 35 e 39.

A cadeira de número 15 será ocupada pelo advogado e conselheiro federal da OAB pelo Maranhão, Luís Augusto de Miranda Guterres Filho. “É muito honroso entrar para a Academia Maranhense de Letras Jurídicas porque é uma entidade já consolidada, representativa com mais de 20 anos de existência no Maranhão e que reúne personalidades do mundo jurídico das mais diversas áreas como advogados, promotores, juízes e outros operadores do direito que se reúnem para promover a literatura, ampliar conhecimento, divulgar cultura e aprimorar as instituições de direito e o amor à arte literária e, especialmente, a arte literária jurídica”, disse o conselheiro que sucederá a cadeira que foi ocupada por José Antônio de Almeida Silva.

Para o advogado e presidente da Comissão de Acompanhamento das Vítimas de Violência da OAB/MA, Sergio Tamer, que ocupará a cadeira de número 35, antes ocupada por Professor José Maria Ramos Martins, a academia é uma referencia nas letras jurídicas do estado, uma fonte de pesquisa, de produção científica e tem dentre os seus membros, os mais ilustres juristas que já passam pelo Maranhão. “Portanto, é uma responsabilidade muito grande ingressar na academia, pois isto aumenta a nossa responsabilidade em corresponder à altura dos que aqui estão”, avaliou.

O advogado Carlos Lula, atual secretário de estado da Saúde do Maranhão, disse sentir-se muito honrado em entrar para a academia e que entra com a disposição e contribuir. “Tenho mais de uma década de ensino na área jurídica, atualmente, afastado por conta de exercer uma função pública, mas em breve retornarei às atividades escrevendo, lançando livros, podendo melhorar o debate e mais do que isso, ajudar a florescer a ciência jurídica no Maranhão”, disse o secretário que sucederá a cadeira que foi do Dr. Candido José Martins de Oliveira.

Fundada em fevereiro de 1986, a Academia Maranhense de Letras Jurídica está sediada nas dependências da OAB/MA e tem como objetivo congregar juristas maranhenses, notadamente aqueles que têm obras publicadas na área jurídica, estimular a pesquisa e premiar aqueles que se destacam como operadores do Direito no estado.